Bibliografia

Costa, R., Salgado, A., Almeida, B. (2021). Breaking the ice: Lexicography is calling for Digital Humanities (2021). Information Organization in Digital Humanities: Global Perspectives. Routledge [resumo de capítulo aceite para publicação].

Salgado, A. & Costa, R. (2020). O projeto Edição Digital dos Vocabulários da Academia das Ciências: o VOLP-1940. Revista da Associação Portuguesa de Linguística, n.º 7 [no prelo].

Salgado, A., & Costa, R. (2019). O projeto Edição Digital dos Vocabulários da Academia das Ciências de Lisboa: o VOLP 1940. XXXV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística, 9–11 de outubro, Universidade do Minho, Portugal [livro de resumos].

 

Outras referências

Salgado, A., Costa, R., Tasovac, T. (2020, accepted). Mapping domain labels of dictionaries. In Proceedings of XIX EURALEX International Congress: Lexicography for Inclusion. Grécia: Alexandroupolis.

Salgado, A., Costa, R., Tasovac, T. (2020, accepted). Comprender el mundo para mejorar un diccionario: las marcas temáticas en el Diccionario de la lengua española de la Real Academia Española. In IX Congreso Internacional de Lexicografía Hispánica: Lexicografía del Español. Internacionalización e Intercomunicación. Universidad de La Laguna, Espanha: Tenerife.

Costa, R., Carvalho, S., Salgado, A., Simões, A., Tasovac, T. (2020). Ontologie des labels de domaines appliquée aux dictionnaires de langue générale. In Xavier Blanco (ed.), La lexicographie en tant que méthodologie de recherche en linguistiqueLangue(s) et Parole – Revue de Philologie Française et Romane (5) [no prelo].

Salgado, A. Costa, R., Tasovac, T. (2019). Improving the consistency of usage labelling in dictionaries with TEI Lex-0. Lexicography: Journal of ASIALEX 6 (2), 133–156. Berlim: Springer Verlag. DOI: https://doi.org/10.1007/s40607-019-00061-x.

Salgado, A., & Costa, R. (2019). Marcas temáticas en los diccionarios académicos ibéricos: estudio comparativo. RILEX. Revista sobre investigaciones léxicas 2 (2), 37-63. DOI: http://dx.doi.org/10.17561/rilex.v2.n2.2.

Simões, A., Salgado, A., Costa, R., Almeida, J. J. (2019). LeXmart: A Smart Tool for Lexicographers. In I. Kosem et al. (eds.), Electronic lexicography in the 21st century. Proceedings of the eLex 2019 conference, 453-466, 1-3 October 2019, Sintra, Portugal. Brno: Lexical Computing CZ, s.r.o.

Toma Tasovac, Laurent Romary, Piotr Banski, Jack Bowers, Jesse de Does, Katrien Depuydt, Tomaž Erjavec, Alexander Geyken, Axel Herold, Vera Hildenbrandt, Mohamed Khemakhem, Snežana Petrović, Ana Salgado e Andreas Witt (2018). TEI Lex-0: A baseline encoding for lexicographic data. Version 0.8.5. DARIAH Working Group on Lexical Resources: https://dariah-eric.github.io/lexicalresources/pages/TEILex0/TEILex0.html.

VOLP-1940

No acervo lexicográfico português, o VOLP-1940 é o primeiro vocabulário ortográfico com a chancela da Academia das Ciências de Lisboa. Foi publicado no ano de 1940 pela Imprensa Nacional de Lisboa, num só volume, com um total de 821 páginas.

Academia das Ciências de Lisboa (1940). Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP-1940) (1940). Lisboa: Imprensa Nacional.

 

Vocabulário ortográfico

Um vocabulário ortográfico é uma lista de palavras na sua forma gráfica oficial com indicação da categoria morfossintática, podendo ainda incluir informações adicionais, como ortoépia, especificidades de flexão, regras de escrita, entre outras. É «um instrumento fundamental para a gestão da ortografia da língua» (Academia Brasileira de Letras, 2017).

In Salgado e Costa (2020), «O projeto Edição Digital dos Vocabulários da Academia das Ciências: o VOLP-1940», in Revista da Associação Portuguesa de Linguística, n.º 7 [no prelo]

 

VOLP-1940 no digital

No contexto português, este projeto vem preencher uma lacuna em relação a obras lexicográficas retrodigitalizadas online pesquisáveis, baseadas em padrões e metodologias atuais que promovem a partilha e a harmonização de dados. Propomo-nos aplicar estes novos princípios – métodos computacionais, padrões interoperáveis e tecnologias semânticas que facilitam a organização de grandes quantidades de dados lexicais – segundo uma metodologia rigorosa e tendo por base necessariamente o conhecimento linguístico e lexicográfico, muitas vezes ignorado ou subvalorizado na era da vertente mais tecnológica das Humanidades Digitais.

  

Apoios

X

Conteúdo protegido

Conteúdo protegido por direitos de autor